A surdez faz parte da ampla e complexa questão sociocultural da inclusão. Mesmo no âmbito educacional, no qual há uma compreensão e uma abertura à diferença mais apurada e qualificada, sabe-se que educandos surdos já vivenciaram várias situações arbitrárias às garantias e direitos de dignidade cidadã em sua trajetória. No processo histórico, foram segregados e, depois, inseridos em um contexto que tinha como padrão a normalização. Esse processo constituiu-se em uma nova forma de exclusão, pois seu modo de ser estava sendo corrigido para dar conta de uma dinâmica estabelecida pelos que eram considerados “normais”. Tratava-se de uma correção da anormalidade para poder ser sujeito de direito.

A surdez e o ensino superior: um estudo sobre a inclusão em duas Universidades

    (55) 99661-7792

    ©2018 by Editora Ilustração. Proudly created with Wix.com